Buscar
Buscar

Letizia Battaglia. Palermo

Por: R$ 114,50

Preço a vista: R$ 114,50

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 114,50
Outras formas de pagamento
Sinopse
Ficha Técnica
Letizia Battaglia. Palermo

Grupo Livros

AutorVários Autores
ISBN9788583460480
TítuloLetizia Battaglia. Palermo
EditoraIms
Ano de Edição2018
IdiomaPortuguês
Número de Páginas220
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura27,8
Largura21
Profundidade1,8
Peso862
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseO catálogo da mostra Letizia Battaglia: Palermo reúne imagens da fotógrafa italiana captadas ao longo de sua carreira. A mostra apresenta fotografias sobre a Guerra da Máfia em Palermo, especialmente nas décadas de 1970 e 1980, e também registros do cotidiano, da vida cultural e das transformações da cidade. Em preto e branco, as imagens de Letizia contam uma parte da história de Palermo, capital da Sicília, cidade onde nasceu e que marcou profundamente toda sua obra. Letizia Battaglia sempre encarou a fotografia como instrumento de intervenção e denúncia social. Com uma trajetória intensa, que envolve desde inúmeras coberturas jornalísticas até a atuação em cargos políticos, Letizia começou a fotografar relativamente tarde, quando tinha 36 anos. Antes disso, vivia em Palermo com as filhas e o marido, com quem se casara aos 16 anos. Em 1971, em busca de seu “direito à liberdade”, como descreve, separou-se do marido e mudou-se para Milão, onde passou a contribuir com alguns periódicos. Na nova cidade, marcada por protestos e uma intensa vida cultural, começou a fotografar e desenvolver sua poética. Em 1974, foi convidada a retornar a Palermo para trabalhar como editora de fotografia no L´Ora, jornal, com viés de esquerda, que, “nos anos 1970, era o único a denunciar o sistema degradado e corrupto”, como explica Paolo Falcone, curador da exposição e organizador do catálogo. Nesse período, ela conhece o fotógrafo milanês Franco Zecchin, que se tornaria seu companheiro e também parceiro no L´Ora. Juntos, os dois registraram os conflitos da chamada Guerra da Máfia, que assolou a cidade, principalmente nas décadas de 1970 e 1980. Segundo Falcone, havia, na época, “um pacto entre política e máfia, nascido no imediato pós-guerra, que foi se consolidando desde os anos 1950. A cidade estava sob controle, eles que decidiam tudo: licitações, acordos, divisões de poder, especulação imobiliária”. São fotos de denúncia e engajamento, testemunho de histórias que não podem ser esquecidas. a publicação apresenta ainda uma série de fotografias de meninas, tiradas pela artista ao longo de sua carreira. As imagens revelam o cotidiano dessas crianças, marcadas pela pobreza e a violência, mas também pela inocência da infância.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou