De segunda a sexta, das 08h às 18h

Sábado das 09h às 17h20

Exceto Feriados.

Siga a Vila

Buscar
Buscar

25%

Mata Doce

De: R$ 74,90Por: R$ 56,18

Preço a vista: R$ 56,18

Economia de R$ 18,72

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 56,18
Outras formas de pagamento
Mata Doce

Grupo Livros

AutorLuciany Aparecida
ISBN9788556522009
TítuloMata Doce
EditoraAlfaguara
Ano de Edição2023
IdiomaPortuguês
Número de Páginas304
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura23,2
Largura15
Profundidade1,7
Peso444
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
SinopseNo primeiro romance que assina com o próprio nome, Luciany Aparecida narra, com uma prosa lírica e de força singular, os trágicos acontecimentos que cercam um pequeno vilarejo rural no interior da Bahia. Mata Doce é um romance épico, delicado e poderoso, que entrelaça passado e presente em uma obra majestosa, e desde já um marco da literatura brasileira contemporânea. Maria Teresa vive com suas mães num casarão antigo, cheio de histórias de seus antepassados, de frente para um lajedo de pedra. Pelo peitoril, corre um roseiral, apenas com rosas brancas, e, no caminho diante da casa, passam personagens memoráveis: Mané da Gaita, músico e vendedor de doce, e sua cadela Chula; Lai, ex-prostituta e sua madrinha; os gêmeos Cícero e Antônio, filhos do dono da venda; Toni de Maximiliana, vaqueiro matador de gado, filho da sacerdotisa Mãe Maximiliana dos Santos; e Zezito, único filho homem de Luzia, e por quem Maria Teresa se apaixona e planeja se casar.Ao experimentar o vestido de noiva num sábado de festa, um dia antes do casamento, uma tragédia envolvendo um fazendeiro violento e arbitrário atinge Maria Teresa e muda sua vida para sempre. Narrando o drama que se torna central, ela vai pouco a pouco desvelando ao leitor os sentimentos mais profundos dos que habitam Mata Doce. Surgem então, numa delicada costura narrativa, antigas rixas familiares, segredos do passado, sentimentos clandestinos e muitos mistérios.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou