De segunda a sexta, das 08h às 18h

Sábado das 09h às 17h20

Exceto Feriados.

Siga a Vila

Buscar
Buscar

Contos Que Vivi

+-
Contos Que Vivi

Grupo Livros

AutorHojaij R.
ISBN9788536666099
TítuloContos Que Vivi
EditoraScortecci
Ano de Edição2024
Número de Páginas116
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade1
Peso150
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseViajando e conversando, aprendendo e compreendendo, quanta coisa vai acumulando em sua longa trajetória. Ouvindo e clareando em seu recanto de trabalho, colhendo experiências em clínicas e hospitais, quanto da existência de outros também o inspirou na formulação destes contos que viveu. Fica-se a pensar quantas outras histórias teriam sido registradas e por restrição de tempo não puderam se tornar estórias para nosso deleite. Há em cada conto mensagens de vida. No “Trem”, a variada jornada e os diferentes destinos de cada um. “Bonafide” é levado ao regulado dia a dia de vida asséptica, analgésica e incipiente, verdadeira expressão do politicamente correto. “Profetisa”, quem diria, revela dos outros possível vida futura para consolo deles e remediação de sua culpa. “Gioconda”, mais do que seu sorriso, esconde multidão de mensagens que somente olho agudo e fino de estudioso poderia nos trazer. Reconciliação familiar bem pode acontecer em funeral dos primeiros que antes se foram, nos diz a “Reunião das cinzas”. Um pouco de história medieval alimenta a aventura dos “Crocodilos” da bela Sicília. Quanto de existência juvenil maravilhosa pode resistir ao tempo no conforto de uma “Poltrona”? Qualquer objeto de produção humana encontrado em deserto de extensa praia nos leva a muita indagação; resposta imaginária ou real estaria contida na “Garrafa”? Uma história pavorosa que por dias assombrou o mundo todo para demonstrar a esperança e o conhecimento do homem recuperando a vida e o destino ironicamente preparado ao “Pequeno Alfredo”. Com obediência e dedicação, o muito cordato “Quintino” segue conselhos para educar seu maravilhoso animal de estimação, com muito sucesso, ao menos para seu cão. “Sávio” provou que, hoje em dia, contra os geniais jovens ninguém pode mais. Em noite de tempestade surgiu linda “Lua oval” para destruir sequência de gerações de família de nome e profissionais irreparáveis, imutáveis; que revolução! De um médico, não faltou a estória do saudável “Ernesto”, que um dia sentiu-se muito ansioso, pois fora inesperadamente chamado a voltar para revisão de consulta que tivera no dia anterior; e assim começou atribulada jornada no intricado sistema contemporâneo da fria burocrática medicina. Pode-se dizer que em Contos que vivi há pelo menos um conto para cada gosto.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou