Buscar
Buscar

O Trauma na Pandemia do Coronavírus

Por: R$ 34,90

Preço a vista: R$ 34,90

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 34,90
Outras formas de pagamento
Sinopse
Ficha Técnica
Trauma na Pandemia do Coronavírus, o

Grupo Livros

AutorJoel Birman
ISBN9786558020073
TítuloO Trauma na Pandemia do Coronavírus
EditoraCivilização Brasileira
Ano de Edição2020
IdiomaPortuguês
Número de Páginas168
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura23
Largura15,5
Profundidade0,8
Peso220
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseFruto das pesquisas do autor e da urgência do momento, O trauma na pandemia do Coronavírus desenha as impressões e experiências da crise do Covid-19, especialmente da perspectiva brasileira. O psicanalista Joel Birman analisa em O trauma na pandemia do Coronavírus a dimensão psíquica da pandemia da Covid-19, colocando em destaque as suas dimensões política, social, econômica, ecológica, cultural, ética e científica. Escrito a quente, o livro chama a atenção para a problemática do trauma, intimamente relacionada à noção de catástrofe humanitária, subjetiva e nacional em que particularmente a população brasileira está inserida. É um livro necessário a todas as pessoas que desejam compreender e processar subjetivamente esse período brutal.Para Luis David Castiel, professor e pesquisador do Departamento de Epidemiologia da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca/Fiocruz, “Joel fez um ensaio com uma síntese factual da pandemia no Brasil e traz um precioso estudo psicanalítico sobre a repercussão em termos da dimensão catástrofe/trauma. Decerto, irá servir sobretudo para proporcionar sentidos capazes de viabilizar formas consistentes para decifrar as razões de sofrimentos subjetivos provocados pelos enigmas covidianos de cada dia.”Trecho do livro: “A assunção do imperativo da bolsa no lugar do imperativo da vida, por alguns governantes, implicou em um ato perverso e cruel. De acordo com seus cálculos políticos e eleitorais, preferiram sacrificar milhares de vidas e empilhar os cadáveres dos seus cidadãos a se importar com o que é de fato digno de valor: a vida de cada um, em sua singularidade inigualável e incomparável.”
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou