0
0
Que Paraíso É Este? Entre os Jihadistas das Maldivas
Autor:
Editora:
Cód:
9788592649685

Que Paraíso É Este? Entre os Jihadistas das Maldivas

Autor:
Editora:
Cód:
9788592649685
biblioteca antagonista

Disponibilidade

Não é possível calcular o valor do Frete para o CEP informadoPrazo de entrega válido para pedidos feitos até as 22h00 com cartão de crédito e aprovado na primeira tentativa.

Por: R$ 44,90

Preço a vista: R$ 44,90

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 44,90
Outras formas de pagamento
Opções de pagamento >
Comprar
Sinopse
Ficha Técnica

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Sinopse

Descrição do Produto

Que Paraíso É Este? Entre os Jihadistas das Maldivas

Grupo Livros

AutorFrancesca Borri
ISBN9788592649685
TítuloQue Paraíso É Este? Entre os Jihadistas das Maldivas
EditoraEditora Âyiné
Ano de Edição2020
IdiomaPortuguês
Número de Páginas256
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura15,6
Largura10,6
Profundidade2
Peso220
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseTodos conhecemos alguém que esteve nas Maldivas. Mas quantos de nós sabem que é um país muçulmano? E que é o país com o maior número per capita de foreign fighters? Nas Maldivas, todos conhecem alguém que esteve na Síria. Apesar da alegada universalidade do “califado”, os jihadistas são muito influenciados pelos contextos nacionais. Com frequência, na escolha de se alistar, a marginalização econômica e social tem um papel mais decisivo do que a religião. Ícone do turismo de luxo, sinônimo de paraíso, as Maldivas estão na verdade entre as ilhas mais inóspitas do planeta. A população está concentrada na capital, Male, uma das cidades mais superlotadas do mundo, vítima da pobreza, crime e heroína. Bilhões de dólares vêm do turismo, que acabam nas mãos de um punhado de empresários próximos ao governo, que não tolera qualquer dissidência. Nesta reportagem, não apenas os jihadistas falam. Seus irmãos e amigos falam. Que, mesmo que não compartilhem suas razões, não se opõem a elas, porque não se sentem parte do mundo contra o qual lutam. Os jihadistas nas Maldivas não são os desequilibrados. Eles são nossos motoristas e garçons.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou