Buscar
Buscar

Prosa de Papagaio

Por: R$ 49,90

Preço a vista: R$ 49,90

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 49,90
Outras formas de pagamento
Prosa de Papagaio

Grupo Livros

AutorGabriela Guimarães Gazzinelli
ISBN9788501090973
TítuloProsa de Papagaio
EditoraRecord
Ano de Edição2010
IdiomaPortuguês
Número de Páginas176
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade1,3
Peso246
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseUma inusitada narrativa protagonizada por um carismático papagaio é a vencedora do Prêmio Sesc de Literatura 2009, categoria romance. PROSA DE PAPAGAIO, estreia da diplomata mineira Gabriela Guimarães Gazzinelli no gênero, foi o escolhido pela comissão final, formada por Ana Miranda e Luiz Ruffato. “O romance mantém o fio narrativo, apresentando uma trama linear, porém com liberdade temática, que se passa no seio de uma família construída dentro de características contemporâneas”, analisam os escritores.Um dos 44 romances pré-selecionados pelas subcomissões julgadoras, PROSA DE PAPAGAIO venceu a edição mais concorrida do prêmio: em 2009, o Prêmio SESC teve 667 inscrições, maior número desde sua criação, em 2003. O concurso de 2008, por exemplo, contou com 457 inscrições. Para encantar jurados e vencer a acirrada — e cada vez mais repleta de qualidade — disputa, Gabriela constrói uma narrativa elegante, um espaço-tempo indefinido (mas reconhecível) e um personagem inusitado: um papagaio com ares de filósofo. PROSA DE PAPAGAIO é a história de uma família contada por seu papagaio, Louro. Compõe-se de pequenos episódios da vida comum que o papagaio gárrulo colore com suas idéias filosóficas, literárias e outras, idiossincráticas. A visão de pássaro, errática e ligeira, revela, aos poucos, fragilidades e anseios das diferentes personagens. O louro procura compreender os que o cercam, ditando suas observações com erudição, requinte e certa melancolia. A ave passa a vida observando com os seus atentos olhos de pássaro tudo o que acontece à sua volta e elabora um sarcástico e entusiástico retrato da frágil condição humana. “Por ser um papagaio, o Louro é um narrador deslocado: participa de um mundo ao qual não pertence, o dos seres humanos. É um ‘outro’. O seu olhar ornitológico favorece uma apreensão crítica e ‘desconstrutiva’ da natureza humana”, explica Gabriela.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou