0
0
Prazer em Queimar - Histórias de Fahrenheit 451
Autor:
Editora:
Cód:
9786555670127

Prazer em Queimar - Histórias de Fahrenheit 451

Autor:
Editora:
Cód:
9786555670127

Disponibilidade

Não é possível calcular o valor do Frete para o CEP informadoPrazo de entrega válido para pedidos feitos até as 22h00 com cartão de crédito e aprovado na primeira tentativa.

Por: R$ 49,90

Preço a vista: R$ 49,90

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 49,90
Outras formas de pagamento
Opções de pagamento >
Comprar
Sinopse
Ficha Técnica

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Sinopse

Descrição do Produto

Prazer em Queimar - Histórias de Fahrenheit 451

Grupo Livros

AutorRay Bradbury
ISBN9786555670127
TítuloPrazer em Queimar - Histórias de Fahrenheit 451
EditoraBiblioteca Azul
Ano de Edição2020
Número de Páginas416
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade1,5
Peso500
FormatoFísico
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseAutor do clássico Fahrenheit 451, Ray Bradbury tinha quinze anos quando Hitler mandava queimar livros em praça pública, na Alemanha. Foi ali que ele percebeu que os livros que tanto amava estavam em perigo. Anos depois, este luto se transformou em uma ideia: escrever sobre uma sociedade em que os livros fossem proibidos, e os bombeiros, em vez de apagar o fogo, recebessem a missão de queimá-los. Prazer em queimar: histórias de Fahrenheit 451 é leitura obrigatória para os fãs da clássica distopia. Neste livro estão reunidos dezesseis contos: treze que foram escritos antes de Fahrenheit 451 e mais três histórias escritas depois. Observador sagaz dos tempos obscuros que sucederam a Segunda Guerra Mundial, Bradbury canalizava sua criatividade escrevendo contos críticos a tudo que via e sentia. Há contos sobre queima de livros, morte, liberdade, arte, policiamento nas ruas etc. O último desses contos chama-se “O bombeiro”. Publicado inicialmente em uma revista literária, este texto chamou a atenção de seu editor que, deslumbrado com a história, desafiou o jovem Bradbury a ampliá-lo, prometendo que aquele texto seria publicado como um romance se ele conseguisse dobrá-lo de tamanho. Bradbury trancou-se na biblioteca da universidade, alugou uma máquina de escrever e só saiu de lá quando conseguiu atender ao pedido de seu editor. Nascia, então, a ficção científica Fahrenheit 451.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou