Buscar
Buscar

entrega-expressa

Pequena Coreografia do Adeus

Por: R$ 49,90

Preço a vista: R$ 49,90

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 49,90
Outras formas de pagamento
Pequena Coreografia do Adeus

Grupo Livros

AutorAline Bei
ISBN9786559210411
TítuloPequena Coreografia do Adeus
EditoraCompanhia das Letras
Ano de Edição2021
IdiomaPortuguês
Número de Páginas264
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade2,6
Peso326
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseEm seu segundo livro, Aline Bei — vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura com O peso do pássaro morto — constrói um retrato tão sensível quanto brutal sobre família, amor e abandono. Julia é filha de pais separados: sua mãe não suporta a ideia de ter sido abandonada pelo marido, enquanto seu pai não suporta a ideia de ter sido casado. Sufocada por uma atmosfera de brigas constantes e falta de afeto, a jovem escritora tenta reconhecer sua individualidade e dar sentido à sua história, tentando se desvencilhar dos traumas familiares. Entre lembranças da infância e da adolescência, e sonhos para o futuro, Julia encontra personagens essenciais para enfrentar a solidão ao mesmo tempo que ensaia sua própria coreografia, numa sequência de movimentos de aproximação e afastamento de seus pais que lhe traz marcas indeléveis. Escrito com a prosa original que fez de Aline Bei uma das grandes revelações da literatura brasileira contemporânea, Pequena coreografia do adeus é um romance emocionante que mostra como nossas relações moldam quem somos. “Aline Bei narra como quem se posiciona à beira do abismo, o corpo em espera, o instante que se aproxima. Ler Pequena coreografia do adeus é acompanhar essa queda, íngreme e definitiva, mas também sublime e transformadora.” — Carola Saavedra “A experimentação formal que sublinhou o estilo marcante de Aline Bei, em sua estreia com O peso do pássaro morto, sedimenta-se neste segundo romance, trazendo-nos a história dolorosa de Júlia Terra — personagem complexa, cujas margens familiares vão se dissipando. A trama urdida com lirismo entrelaça a educação afetiva, a violência e a experiência do desamor, revelando o paradoxo da condição humana — a um só tempo precária e (por meio da escrita) redentora.” — João Anzanello Carrascoza
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio