Siga a Vila

Buscar
Buscar

Passos Perderam Possibilidades Peregrinas

Por: R$ 59,00

Preço a vista: R$ 59,00

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 59,00
Outras formas de pagamento
Passos Perderam Possibilidades Peregrinas

Grupo Livros

AutorEvandro Affonso Ferreira
ISBN9786599770371
TítuloPassos Perderam Possibilidades Peregrinas
EditoraAzuco
Ano de Edição2023
IdiomaPortuguês
Número de Páginas72
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura14
Largura21
Profundidade0,8
Peso150
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseApesar de o livro ter como eixo narrativo, ou ponto de partida narrativo, fatos concretos como a morte da mãe, mulher (Dora) e a do gato (Altazor), não é um livro ocupado com o factual em primeiro plano. O texto é linguagem e é ela que captura e encanta o leitor. A comunhão do livro com a linguagem é tanta que Evandro parece descansar da dor para falar do trabalho de tradução intrinsecamente ligado à linguagem. Mas só parece porque, imediatamente, falar do trabalho o devolve a outras profundidades da ausência, invocando Dora ou Altazor nominalmente, presentificando, a cada camada discursiva, a dor, a falta, o sem sentido. Dora e Altazor estão sempre lá, presentes nas diversas camadas discursivas. O nome de ambos é mencionado numa invocação, que, mais do que reconvocar o gato e a mulher à cena da rotina cotidiana do narrador devastada pelas duas perdas, esta invocação marca uma presença constante dimensionada pela vastidão da falta dolorosa. Lembranças de fatos remotos e recentes têm a mesma espessura cronológica, como se fossem simultâneos porque a única referência é o tempo da perda, só ele é exato e perpétuo. É como se Evandro não falasse só da morte dos que morreram, mas também da dos que ficam, até porque ele toca também nesta espécie de morte que é esta solidão coletiva nas grandes cidades de apartamentos pequenos, onde o trabalho solitário (o tal home office, digamos, mas também que já havia antes dele) não é companhia, e sim testemunha da solidão. Quanto ao José Paulo Paes, acho que somente o leitor mais atento ou que conheça o trabalho de JPP saberá que o livro o homenageia de certa forma. Ele é mencionado, mas outros autores também o são.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou