Buscar
Buscar

Mandingas da Mulata Velha na Cidade Nova

+-
Mandingas da Mulata Velha na Cidade Nova

Grupo Livros

AutorNei Lopes
ISBN9788560160464
TítuloMandingas da Mulata Velha na Cidade Nova
EditoraLíngua Geral
Ano de Edição2010
IdiomaPortuguês
Número de Páginas281
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura18
Largura13
Profundidade1,68
Peso421
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseO livro "Mandingas da mulata velha na Cidade Nova" é uma pequena pérola. Trata de um lugar e de um tempo mitológicos do Rio de Janeiro. De um tempo e de um lugar onde a cidade verdadeira foi fundada: Cidade Nova, Pedra do Sal, Pequena África, entre 1870 e 1930. Foi a gente dessa época e desse lugar que instituiu o Rio de Janeiro moderno, que deu ao conceito de carioca sua feição definitiva. O romance fala de figuras históricas e simultaneamente lendárias, como João Cândido, Sinhô, Assumano Mina do Brasil, André Rebouças, dom Obá, José do Patrocínio; fala dos ranchos carnavalescos e da festa da Penha; de negros altivos e articulados, conhecedores das suras do Alcorão e da química das folhas; fala da Abolição e da república; fala de capoeiras e da revolta da Vacina; e fala principalmente de uma velha tia baiana, arquétipo das velhas tias baianas às quais o Rio de Janeiro deve muito da sua identidade. É em torno dessa tia baiana, cuja história consta de um misterioso manuscrito, que giram as personagens míticas da cidade. Impossível não perceber nessa protagonista o reflexo ancestral da tia Ciata, talvez a mais famosa das baianas do Rio de Janeiro. Fazia muita falta na literatura brasileira um romance que se inspirasse nela. E é em muito boa hora que este livro chega, assinado por Nei Lopes. Este romance é uma pérola. Porque é um belo livro. Porque é de Nei Lopes. Quando os brasileiros souberem realmente quem são, Nei Lopes será reconhecido – em toda a sua grandeza de intelectual, em toda a sua genialidade de artista – como um dos principais responsáveis pelo enegrecimento da nossa consciência. (Adaptação da orelha escrita por Alberto Mussa.)
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou