0
0
O Lingua
Autor:
Editora:
Cód:
9788574808185

O Lingua

Autor:
Editora:
Cód:
9788574808185

Disponibilidade

Não é possível calcular o valor do Frete para o CEP informadoPrazo de entrega válido para pedidos feitos até as 22h00 com cartão de crédito e aprovado na primeira tentativa.

Por: R$ 40,00

Preço a vista: R$ 40,00

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 40,00
Outras formas de pagamento
Opções de pagamento >
Comprar
Sinopse
Ficha Técnica

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Sinopse

Descrição do Produto

Lingua, o

Grupo Livros

AutorEromar Bonfim
ISBN9788574808185
TítuloO Lingua
EditoraAtelie
Ano de Edição2019
IdiomaPortuguês
Número de Páginas192
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade1,1
Peso246
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseOs personagens de O Língua são ancestrais indígenas que habitavam os sertões centrais da Bahia, e se refugiaram nos gerais do Rio Preto, que tem suas nascentes no extremo Oeste do Estado. Vivem ali, à beira dos brejos, desde que lhes fizeram guerra os portugueses pela posse das terras para suas fazendas de gado e exploração de minérios. Eles se encontram em reuniões rituais e narram a história de suas vidas, que no passado se entrelaçaram. Narradas em primeira pessoa, o ponto de convergência dessas histórias individuais é a história de Leonel, mameluco, primeiro brasileiro, como ensina Darcy Ribeiro. Ele nasceu de uma união violenta de Antônio Pereira, fazendeiro e padre, destruidor de povos indígenas, com a menina Ialna, por ocasião de um assalto a uma aldeia anaió. Após viver com o filho durante a infância dele, Ialna perde-o para os padres jesuítas, que o mandam mais tarde para a frente de batalhas, para lutar contra seu próprio povo, ensejando uma das maiores tragédias do povo indígena e, afinal, do próprio povo brasileiro, já que a traição de Leonel parece ter cavado uma divisão até hoje insuperável na sociedade brasileira.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou