0
0
Conferencias Pan-Americanas, as - (1889 a 1928)
Autor:
Editora:
Cód:
9788579391712

Conferencias Pan-Americanas, as - (1889 a 1928)

Autor:
Editora:
Cód:
9788579391712

Disponibilidade

Não é possível calcular o valor do Frete para o CEP informadoPrazo de entrega válido para pedidos feitos até as 22h00 com cartão de crédito e aprovado na primeira tentativa.

Por: R$ 40,00

Preço a vista: R$ 40,00

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 40,00
Outras formas de pagamento
Opções de pagamento >
Comprar
Sinopse
Ficha Técnica

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Sinopse

Descrição do Produto

Conferencias Pan-Americanas, as - (1889 a 1928)

Grupo Livros

AutorTereza Maria Spyer Dulci
ISBN9788579391712
TítuloConferencias Pan-Americanas, as - (1889 a 1928)
EditoraAlameda
Ano de Edição2013
IdiomaPortuguês
Número de Páginas266
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura14
Profundidade1,6
Peso399
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseEste livro compreende as primeiras conferencias Pan-Americanas, entre 1889 e 1928, as quais pavimentaram o terreno para as grandes assembleias diplomáticas do continente nos séculos XX e XXI. Instigada pelas questões colocadas pelo Mercosul (1991) e a União das Nações Unidas Americanas – Unasul (2008). A autora da obra escolheu discutir dois assuntos vigorosamente debatidos nas Conferências: a União Aduaneira e a questão da arbitragem. As duas proposições estavam relacionadas à posição dos Estados Unidos frente aos outros países despontava no cenário internacional como potência extra europeia, cuja economia superava a dos países latino-americanos. Ao contestar o debate entre desiguais, a autora recusou interpretações simplificadoras, binárias, que sustentaram determinada historiografia, e inovou ao tratar de problemas complexos, como o das identidades propostas pelos integrantes das Conferências, que atravessam os temas mencionados. Assim, enquanto os norte-americanos defendiam o pan-americanismo, delegados de países como a Argentina propunham uma identidade latino-americana frente aos Estados Unidos. A posição do Brasil era delicada: os delegados nem sempre se alinharam aos Estados Unidos, ainda que simpatizantes das propostas norte-americanas, em nome do equilíbrio das relações com os outros países latino-americanos. Como se sabe, Brasil e Argentina disputavam ardorosamente a hegemonia da América do Sul.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou