Buscar
Buscar

entrega-expressa

Argonáuticas

Por: R$ 94,90

Preço a vista: R$ 94,90

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 94,90
Outras formas de pagamento
Argonáuticas

Grupo Livros

AutorApolônio de Rodes
ISBN9786555050561
TítuloArgonáuticas
EditoraPerspectiva
Ano de Edição2021
IdiomaPortuguês
Número de Páginas480
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura12,5
Profundidade2,5
Peso560
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseQUARTA-CAPA Eis aqui uma das mais conhecidas histórias de todos os tempos. Ela descreve a perigosa expedição de Jasão e seus companheiros, os argonautas, entre os quais Teseu e Héracles, rumo à Cólquida em busca do velocino de ouro (um carneiro mitológico com pelagem de ouro). Seja por reunir esses três grandes super-heróis gregos, e Medeia, seja por conter todas as características das famosas epopeias homéricas, a narrativa mantém-se popular, a despeito de todas as mudanças culturais. Isso se deve muito a Apolônio de Rodes, que no século III a.C., nas Argonáuticas, deu ao relato sua forma escrita, a mesma que serviu de base para todas as adaptações já feitas em nossa época no cinema e nos quadrinhos. Esta edição bilíngue do poema traz primorosa tradução e dois ensaios de Fernando Rodrigues Junior contextualizando a obra e o autor e analisando o papel nela desempenhado pelo heroísmo, essa liga de coragem e persistência sem a qual as grandes aventuras seriam impossíveis. DA CAPA Imagem da capa: retrato de Apolônio de Rodes, a partir de uma cópia do que seria um busto do autor. COLEÇÃO TEXTOS A coleção Textos é dedicada a grandes textos de grandes autores, brasileiros e internacionais, nos campos da literatura, dramaturgia, crítica e filosofia. Seu propósito é levar um painel da vida e obra desses escritores e pensadores, sua obra propriamente dita e ensaios críticos que demonstrem sua vitalidade e importância para o leitor brasileiro. TRECHOS Ouve, soberano habitante de Págasas e da cidade de Esão, cujo nome vem de nosso genitor, tu que me prometeste, quando consultei o oráculo em Pito, sinalizar o cumprimento e os limites do caminho, pois és o próprio responsável por esses trabalhos. Conduz a nau, com os companheiros sãos e salvos, até a Cólquida e de volta à Hélade. Depois, em tua honra, depositaremos em teu altar esplêndidos sacrifícios de tantos touros quantos retornarmos, e também a Pito e a Ortígia levarei inumeráveis presentes. Agora vem, Apolo Flecheiro, e recebe o sacrifício que te oferecemos como primeiro sinal de gratidão ao embarcarmos na nau. Que eu solte as amarras, soberano, segundo o teu plano, com um destino sem pesares. E que o vento sopre doce, com o qual viajaremos tranquilos pelo mar. [livro 1, p. 49, v. 411-425] Mas Medeia (disputada por ambas as partes) seria confiada à filha de Leto, longe da tripulação, até que um dos reis detentores da lei julgasse se seria necessário que ela retornasse à casa do pai ou seguisse com os valor
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou