Buscar
Buscar

A Educação pela Pedra

Por: R$ 69,90

Preço a vista: R$ 69,90

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 69,90
Outras formas de pagamento
A Educação pela Pedra

Grupo Livros

AutorJoão Cabral de Melo Neto
ISBN9788560281442
TítuloA Educação pela Pedra
EditoraAlfaguara
Ano de Edição2008
IdiomaPortuguês
Número de Páginas296
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura23,4
Largura15
Profundidade1,7
Peso456
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
SinopseEntre os anos de 1960 e 1966, João Cabral de Melo Neto publica poemas que, hoje, são considerados vitais em sua produção literária. Em 1961, ele lança o volume Terceira feira, que reúne três de seus livros: Quaderna, publicado pela primeira vez em Lisboa, em 1960, Dois parlamentos, editado em Madri, em 1961, e o até então inédito Serial, composto de 16 poemas. São livros que retomam temas anteriores, de Pernambuco e Sevilha, com algumas inovações - é o caso dos retratos femininos de Quaderna, como o belíssimo, e já antológico, poema que abre o volume, "Estudos para uma bailadora andaluza". Em 1966, é publicado A educação pela pedra, vencedor de diversos prêmios, entre eles o Jabuti, o da União de Escritores de São Paulo e o do Instituto Nacional do Livro. Juntos, os quatro livros representam o momento mais importante da poesia cabralina. Neles, o autor alcança um nível de precisão e maestria poucas vezes visto na literatura, construindo sua poesia de maneira admirável. São planos estruturais montados especificamente para cada livro, nunca repetidos, em que os poemas se encaixam a formatos previamente estabelecidos, se articulam em grupos e em pares, criando um plano arquitetônico elaborado e, ao mesmo tempo, capaz de emocionar com construções de grande força e beleza Com apuro e beleza, precisão e um trabalho incansável na estruturação dos versos e na escolha das palavras, João Cabral de Melo Neto atinge sua maturidade criadora em A educação pela pedra, que se consagra como obra decisiva na trajetória do poeta pernambucano. Já conhecido e respeitado como um dos grandes nomes da literatura brasileira, a partir das publicações de O cão sem plumas (1950), O rio (1953) e Morte e vida severina (1956), agora é visto no domínio total de sua linguagem.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio