15 de Novembro e a Queda da Monarquia, o - Relatos da Princesa Isabel, da Baronesa e do Barão de Muritiba
Autor:
Editora:
Cód:
9786580341030

15 de Novembro e a Queda da Monarquia, o - Relatos da Princesa Isabel, da Baronesa e do Barão de Muritiba

Autor:
Editora:
Cód:
9786580341030

Disponibilidade

Não é possível calcular o valor do Frete para o CEP informadoPrazo de entrega válido para pedidos feitos até as 22h00 com cartão de crédito e aprovado na primeira tentativa.

Por: R$ 51,00

Preço a vista: R$ 51,00

Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 51,00
Outras formas de pagamento
Opções de pagamento >
Comprar
Sinopse
Ficha Técnica

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Sinopse

Descrição do Produto

15 de Novembro e a Queda da Monarquia, o - Relatos da Princesa Isabel, da Baronesa e do Barão de Muritiba

Grupo Livros

AutorKeila Grinberg
ISBN9786580341030
Título15 de Novembro e a Queda da Monarquia, o - Relatos da Princesa Isabel, da Baronesa e do Barão de Muritiba
EditoraChão Editora
Ano de Edição2019
IdiomaPortuguês
Número de Páginas200
País de OrigemBrasil
AcabamentoBrochura
Altura21
Largura15
Profundidade1
Peso240
FormatoFísico
OrigemBrasil
Serie/Coleçãovazio
Volumevazio
Sinopse15 de novembro de 1889, data da proclamação da República brasileira, foi também o último dia da família imperial no Brasil. Na madrugada do dia 16 para o dia 17, uma pequena comitiva deixou o Paço Imperial, no Rio de Janeiro, e embarcou rumo ao exílio na Europa. A bordo do navio Alagoas, além da família imperial, viajaram criados, o médico do imperador e amigos próximos da família. Entre eles, o casal Manuel Vieira Tosta e Maria José Velho de Avelar, barão e baronesa de Muritiba — uma das amigas mais íntimas da princesa Isabel. A princesa, a baronesa e o barão de Muritiba escreveram seus próprios relatos sobre a queda da Monarquia, a proclamação da República e o exílio da família imperial. Esses relatos — dois deles inéditos — estão sendo publicados pela primeira vez em conjunto. Isabel começou a escrever no dia 22 de novembro de 1889, ainda no calor dos acontecimentos, a bordo do navio que os levava para Portugal. “Escrevo tudo isto porque é raro relatar-se exatamente o que se ouve”, afirmava. Talvez encorajada pela amiga, a baronesa também elaborou, durante a viagem para a Europa, sua própria exposição dos fatos que vivenciou. O barão, por sua vez, escreveu em 1913, quando os três viviam em Cannes. Os três relatos narram os acontecimentos vividos por seus autores entre 14 de novembro e 7 de dezembro de 1889, quando chegaram a Lisboa. Mais que narrativas pessoais escritas por importantes figuras da Monarquia brasileira, são uma tentativa de dar inteligibilidade ao evento que afetou suas vidas e a história do país. 130 anos depois, esses relatos são também uma oportunidade de reflexão acerca das versões construídas por republicanos e monarquistas sobre a proclamação da República.
Edição1
LivroDigitalvazio
PrevendaVazio

Quem viu, também comprou